OBESIDADE, A EPIDEMIA DO SÉCULO XXI

 

Estudiosos e pesquisadores da área da Saúde que atuam em conjunto com a Organização Mundial da Saúde, consideram a OBESIDADE como a epidemia do Século devido aos malefícios que provoca na humanidade independentemente de raça, idade, e condição social. O apelo ao consumo de alimentos industrializados e processados, ricos em GORDURA, AÇÚCAR E SAL, fazem com que as pessoas tenham uma alimentação antagônica ao ato humano da Nutrição Saudável.

 Tais “facilitadores” modernos, associados ao sedentarismo em muitas pessoas, podem contribuir para o excesso de peso e fatalmente para a OBESIDADE como conseqüência final. Considerando que o excesso de peso contribui para a diminuição do rendimento e a baixa auto-estima das pessoas, assim como predispõe ao aparecimento de doenças crônicas, elimine ou diminua drasticamente da sua dieta:

Açúcar refinado: Refrigerantes, suco de frutas, sorvete, doces e bolos e tudo o que leva açúcar refinado ou glucose de milho.

Grãos com glúten: Trigo, centeio e cevada. Isso inclui pães, massas e cerveja.

Gordura trans: Corte todo tipo de gordura hidrogenada ou parcialmente hidrogenada, como margarinas.

 Produtos “light” e artificialmente low-fat: A maioria dos produtos “light”, especialmente laticínios, costuma ser rica em carboidratos e cheios de outras substâncias prejudiciais a saúde.

 Alimentos industrializados e processados.

 Leia os rótulos. O uso abusivo de sódio, é muito comum e costuma estar acima de 200 mg por porção. O corpo digere os carboidratos transformando-os em açúcar simples (principalmente glicose). Esse açúcar cai na corrente sanguínea e eleva os níveis de glicose. Como níveis elevados de açúcar no sangue são tóxicos, o corpo reage com o hormônio insulina, que sinaliza para as células absorverem e armazenarem a glicose. Como conseqüência, adquire-se mais gordura, principalmente na região do abdome, estômago e flancos.

Se você não precisa perder tanto peso, pode incluir nas suas refeições mais carboidratos. Nesse caso, pode consumir os da lista abaixo, mas sempre com moderação:

Tubérculos: Batata, batata-doce, beterraba, cará, cenoura entre outros.

Grãos sem glúten: Arroz, aveia, farinha de milho, quinoa, chia e outros. Leguminosas: Lentilhas e feijões.

Frutas: Atenção para a quantidade de açúcares, dê preferência às frutas com cascas e evite sucos. Eles detém maior concentração de frutose, açúcar das frutas.

Chocolate: Prefira os amargos, acima de 70% cacau. Vinho: Consuma moderadamente e evite o vinho do Porto, que tem grande quantidade de açúcar. Faça um registro diário do que você come – desde o café da manhã até a ultima refeição do dia. Assim, você terá um maior controle sobre tudo que ingere.

Emagrecimento de verdade é aquele que leva você ao seu peso ideal e a mantê-lo sempre, fazendo você se sentir uma nova pessoa, com mais energia e disposição.

O ideal é procurar um nutricionista para definir com precisão a quantidade de carboidratos que você precisa no dia a dia. Se você tem algum problema de saúde, é importante conversar com seu médico antes de fazer qualquer mudança na sua alimentação, porque as dietas com baixo teor de carboidratos podem reduzir drasticamente seu consumo calórico.

A Clinica La Forme, visando a saúde e bem-estar, criou vários Programas de Emagrecimento, que podem ser aplicados como prevenção ou correção da obesidade.

Constituem-se de uma seqüência de tratamentos estéticos e assessoria nutricional especializada visando a perda ou manutenção do peso através da reeducação alimentar e diminuição de medidas corpóreas e o rejuvenescimento celular através da inclusão de nutrientes termogênicos e efeito anti-age.

Agende uma avaliação sem compromisso!